NOTÍCIAS  /  NOTÍCIAS  /  Águias-imperiais marcadas com emissores
NOTÍCIAS
Águias-imperiais marcadas com emissores
2015-06-29

Em meados de Junho, quando as crias das ninhadas de Águia-imperial-ibérica tinham cerca de 50 dias de vida, procedeu-se à marcação de 6 crias com emissores para seguimento remoto. As marcações foram feitas em três núcleos populacionais distintos – Castro Verde/Vale do Guadiana, Moura/Mourão/Barrancos e Tejo Internacional de forma a abranger a totalidade da área de distribuição da espécie em Portugal.

A tecnologia de seguimento remoto utilizada na marcação das Águias-imperiais utiliza a mesma tecnologia usada nos nossos telemóveis e permite conhecer em detalhe os movimentos e as áreas utilizadas pelas aves, em especial áreas de caça e poisos de casais e áreas de assentamento de aves imaturas. Este conhecimento é essencial para definir ações de conservação para a espécie.

A informação obtida por este método é também importante nos casos de mortalidade ajudando a localizar o cadáver e a determinar as causas de mortalidade como a eletrocussão em linhas elétricas, envenenamento e abate ou captura ilegais. Estas ameaças afetam os casais reprodutores, mas são sobretudo as aves jovens não reprodutoras, no início da sua vida independente, as mais vulneráveis a estes fatores. Além dos juvenis agora marcados, está previsto alargar a marcação a aves reprodutoras e imaturas no sentido de identificar as áreas prioritárias para a aplicação de medidas de conservação.

As ações de marcação para seguimento remoto estão enquadradas no âmbito das ações do Projeto LIFE Imperial e contaram com a participação de técnicos da LPN e do ICNF, para além da colaboração de um técnico especialista na marcação de indivíduos desta espécie do Ministério do Meio Ambiente espanhol.

A viagem está prestes a começar! Em breve daremos mais novidades das suas aventuras.

Cria marcada de Águia-imperial-ibérica marcada com emissor