NOTÍCIAS  /  NOTÍCIAS  /  Boas práticas no turismo ornitológico
NOTÍCIAS
Boas práticas no turismo ornitológico
2016-10-26

A atração pelo turismo ornitológico e o número de profissionais e amadores da fotografia de natureza tem vindo a crescer nos últimos anos, aumentando também o interesse pela Águia-imperial-ibérica. Esta espécie, que foi dada como extinta em Portugal, enquanto reprodutora, durante cerca de 20 anos, iniciou a recolonização do território nacional em 2003 na região da Beira Baixa, existindo atualmente apenas 15 casais confirmados da espécie.


A sua raridade e beleza colocam-na na lista das espécies mais procuradas pelos observadores de aves e fotógrafos. No entanto, a Águia-imperial é igualmente muito sensível à presença humana, sendo a perturbação nas áreas de nidificação uma das principais ameaças à conservação da espécie. Esta ameaça é provocada não só pelo turismo ornitológico e fotografia de natureza, mas também por atividades florestais, agrícolas, cinegética, pecuária ou de lazer e desporto nos seus territórios, em particular durante a ápoca de reprodução. A perturbação decorrente deste tipo de atividades pode condicionar a instalação de casais, provocar o abandono dos ninhos pelos progenitores ou a saída precoce das crias dos ninhos.


A LPN esteve presente na Feira “ObservaNatura 2016”, dedicada ao turismo ornitológico, com o tema “A importância das boas práticas no turismo ornitológico e fotografia de natureza para a conservação da Águia-imperial-ibérica”. Este Workshop dinamizado por Bruno Martins, técnico da LPN, pretendeu sensibilizar fotógrafos e operadores turísticos para a adoção de boas práticas na execução de atividades de turismo e fotografia de natureza. Um dos objetivos foi também envolver estes atores na elaboração de um código de conduta previsto no Projeto LIFE Imperial, pondo em destaque os cuidados a ter na observação e fotografia da Águia-imperial. A LPN produziu também o Manual de Boas Práticas em Áreas Estepárias, dedicado às práticas de visitação responsáveis e compatíveis com os valores naturais e socioculturais das áreas estepárias alentejanas, estando esta publicação disponível para venda.


O observador de aves ou fotógrafo deve estar ciente que o bem-estar dos animais deve ser sempre mais importante que a observação ou a obtenção de uma fotografia. Empenhado na conservação da Águia-imperial e do seu habitat, o Projeto LIFE Imperial tem feito um esforço acrescido na divulgação da espécie e das suas ameaças, marcando presença em diversos eventos. Consulte a agenda do projeto em www.lifeimperial.lpn.pt.

 

Workshop na Feira "ObservaNatura" 2016