Início / GLOSSÁRIO
GLOSSÁRIO

A
Área de assentamento:
área tipicamente rica em alimento utilizada regularmente por aves imaturas durante uma parte do ano
Autóctone (espécie): que é originária do próprio território onde habita (sinónimo de nativo ou indígena)

B
"Braço":
 termo usado para designar a parte interior da asa

C
Cainismo:
numa referência à história de Caim e Abel, ato em que a cria mais velha ataca a(s) cria(s) mais nova(s) devido à escassez de alimento, acabando geralmente esta(s) por morrer
Cerealicultura extensiva: cultura de cereal em área aberta produzida de forma não intensiva
Coberturas alares: penas que cobrem as asas

D
“Dedos”: termo usado para designar as pontas afastadas das penas primárias exteriores e mais longas, que se destacam na ponta da asa
Deterioração genética: perda de variabilidade genética com implicações na qualidade dos indivíduos ou alteração de determinadas características adaptativas da espécie
Diretiva Aves: Diretiva 2009/147/CE diz respeito à conservação de todas as espécies de aves que vivem naturalmente no estado selvagem no território europeu dos Estados Membro aos quais é aplicável o Tratado. Tem por objetivo a proteção, a gestão e o controlo dessas espécies e regula a sua exploração. Para a concretização deste objetivo, cada um daqueles Estados tomará as medidas necessárias para garantir a proteção das populações selvagens das várias espécies de aves no seu território da União Europeia, estabelecendo um regime geral para a sua proteção e gestão.
Diretiva Habitats: Diretiva 92/43/CEE "relativa à preservação dos habitats naturais e da fauna e da flora selvagens",  tem como principal objetivo contribuir para assegurar a conservação dos habitats naturais (Anexo I) e de espécies da flora e da fauna selvagens (Anexo II), com exceção das aves (protegidas pela Diretiva Aves) considerados ameaçados no território da União Europeia.

E

Endemismo: grupo taxonómico (por exemplo, uma espécie) que se desenvolveu numa região restrita
Envergadura: é a maior distância entre as pontas das asas de uma ave
Estatuto de conservação: designação/classificação dada de acordo com o estado de conservação de uma espécie
Exibição/parada nupcial: ritual efetuado pelos animais para se identificarem com outros da mesma espécie e que antecede o acasalamento
Expansão demográfica: mudança positiva do número de indivíduos de uma população

F
Febre hemorrágica
: doença de origem viral que ocorre no coelho-bravo, provocada por um calcivírus, cuja transmissão pode ocorrer por contacto direto ou indireto e através de qualquer via – oral, intranasal, intramuscular e intravenosa

H
Habitat:
espaço físico e fatores abióticos (aspetos físicos, químicos ou físico-químicos do meio ambiente) onde os animais se desenvolvem

I
Imaturo: indivíduo com plumagem anterior à plumagem de sub-adulto
Inanição: estado de debilidade extrema provocado por falta de alimentação

L
Lagomorfo
: ordem de pequenos mamíferos herbívoros, que inclui os coelhos e lebres

M
“Mão”: termo usado para designar a parte exterior da asa, o conjunto das penas primárias que se destacam na ponta da asa
Matagal mediterrânico: habitat de elevada diversificação florística, caracterizado pela presença de espécies tipicamente mediterrânicas como a esteva Cistus ladanifer, o tojo-molar Genista triacanthos, o zambujeiro Olea europea var. sylvestris, a murta Myrtus communis e a azinheira Quercus rotundifolia.
Mixomatose: doença de origem viral que ocorre no coelho-bravo, provocada por um mixovírus (Poxviridae), cuja transmissão se dá fundamentalmente através de vectores mecânicos, como pulgas e mosquitos
Monogamia (espécie monogâmica): em que cada indivíduo acasala com apenas um parceiro por um período extenso de tempo
Movimento dispersivo: deslocação realizada pelos indivíduos imaturos para identificação de área de assentamento ou de possível território

N
Necrofagia (espécie necrófaga):
que consome cadáveres (animais mortos)
Nidificante (espécie): que se reproduz num determinado local


P
Palhiço: designação atribuída à 2ª plumagem da águia-imperial-ibérica
Predador de topo: que se encontra no topo da cadeia alimentar, ocupa o mais alto nível trófico e desempenha um papel crucial na manutenção da saúde dos seus ecossistemas (sinónimo de superpredador ou predador alfa)
Predador generalista: que apresenta uma dieta muito variada

R
Recursos tróficos:
recursos alimentares
Rede Natura 2000: rede ecológica para o espaço comunitário da União Europeia resultante da aplicação da Diretiva 79/409/CEE do Conselho, de 2 de abril de 1979 (Diretiva Aves) - revogada pela Diretiva 2009/147/CE, de 30 de novembro - e da Diretiva 92/43/CEE (Diretiva Habitats)
Rémiges: penas de voo das asas
Residente (espécie): que não efetua migrações
Retrizes: penas da cauda

S
Sedentária (espécie):
que não efetua movimentos de dispersão
Silhueta: contorno ou forma geral de uma ave

T
Territorial (espécie):
que identifica, marca e defende um determinado território

X
Xadrez claro: designação atribuída à 3ª plumagem da águia-imperial-ibérica
Xadrez escuro: designação atribuída à 4ª plumagem da águia-imperial-ibérica

Z
Zona escapular: zona na parte posterior do ombro



ABREVIATURAS:
 

CE: Comissão Europeia
CEAVG: Centro de Educação Ambiental do Vale Gonçalinho
CEMPA: Central Nacional de Anilhagem
CMCV: Câmara Municipal de Castro Verde
CR: Centro de Recuperação de Fauna Selvagem
CV: Castro Verde
EDPD: EDP Distribuição: Energia, S.A.
FCUL: Faculdade de Ciência da Universidade de Lisboa
GNR: Guarda Nacional Republicana
GTT: Grupo de Trabalho Técnico (inclui ICNF, TRAGSATEC e LPN)
GTN Águia-imperial: Grupo de Trabalho Nacional da Águia-imperial
ICNF: Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas
LPN: Liga para a Protecção da Natureza
MMB: Mourão/Moura/Barrancos
ONGA: Organização Não Governamental de Ambiente
PAP: Programa Antídoto - Portugal
PNVG: Parque Natural do Vale do Guadiana
PNTI: Parque Natural do Tejo Internacional
RC Águia-imperial: Rede de Custódia da Águia-imperial-ibérica
RIAS: Centro de Recuperação e Investigação de Animais Selvagens (Olhão)
SEO: Sociedad Española de Ornitología
SEPNA: Serviço de Proteção de Natureza e do Ambiente, Guarda Nacional Republicana
SIG: Sistema de Informação Geográfica
TI: Tejo Internacional
TIEP: Tejo Internacional, Erges e Pônsul
UE: União Europeia
VG: Vale do Guadiana
ZPE: Zona de Proteção Especial