NOTÍCIAS  /  NOTÍCIAS  /  LIFE Imperial visita o CAD em Málaga
NOTÍCIAS
LIFE Imperial visita o CAD em Málaga
2015-07-01

O CAD – Centro de Análisis y Diagnóstico de la Fauna Silvestre é um centro de referência a nível ibérico no que se refere à investigação relacionada com fauna selvagem. Criado em 2001, este laboratório, pertencente à Consejería de Medio Ambiente y Ordenación del Territorio da Junta de Andaluzia, atua perante situações que afetam direta ou indiretamente a fauna silvestre, sendo uma peça fundamental em casos de crime contra o ambiente.

No CAD são realizadas todas as análises e estudos necessários ao cumprimento da legislação, servindo de apoio a vários programas como os Planos de Recuperação e Conservação de Fauna Silvestre, o Programa de Vigilância Epidemiológica e a Estratégia Andaluza contra os Venenos, abarcando espécies protegidas, cinegéticas, programas de criação em cativeiro, etc. Os resultados obtidos são essenciais à gestão destes programas e à sobrevivência de espécies emblemáticas em Andaluzia e no mundo, como a águia-imperial-ibérica.

Neste centro são realizados estudos de causa de morte, clínico-sanitários, genéticos e de diagnóstico molecular e de animais e iscos envenenados, tendo como principais funções 1) garantir a saúde e controlo de patologias que afetem populações de espécies protegidas, 2) diagnóstico de casos de envenenamento para a irradicação do uso ilegal de veneno na Andaluzia, 3) seguimento genético de espécies cinegéticas e outras de interesse e 4) controlo da transmissão de zoonoses, particularmente no gado doméstico e nas emergências sanitárias. 

A visita do projeto LIFE Imperial a este centro relacionou-se com a luta contra o uso ilegal de venenos que o projeto se encontra a desenvolver. Reconhecendo a qualidade e importância do CAD nesta temática, três elementos da equipa da LPN do LIFE Imperial, acompanhados por duas técnicas de toxicologia da Polícia Judiciária, visitaram as instalações do CAD, assistiram a uma necrópsia e discutiram várias questões com a equipa técnica.

A equipa do CAD é formada por um conjunto de profissionais qualificados nas mais diversas áreas (veterinários, biólogos e analistas) que, em conjunto com equipamento adequado, são a razão da elevada qualidade e especialização do CAD e do seu valioso contributo para a conservação da natureza.

No CAD são realizadas necrópsias de todas as espécies selvagens de vida livre ou de cativeiro, tendo já sido realizadas cerca de 50 a águias-imperiais-ibéricas. Em muitos dos casos, para determinar a causa de morte, é necessária uma aproximação multidisciplinar de todas as valências existentes no centro: veterinária, entomologia forense, anatomopatólogos, toxicólogos e microbiólogos. Por exemplo, um cadáver fresco que dê entrada com suspeita de envenenamento é sujeito a uma necrópsia minuciosa e muito atenta que demora cerca de 2-3 horas, onde é feito um exame físico completo, o registo fotográfico de todos os detalhes e são recolhidas todas as amostras consideradas pertinentes. As amostras são encaminhadas para laboratórios no mesmo edifício onde são realizados estudos de tóxicos, metais pesados, antibióticos e microbiologia, e mantidas conservadas para uso como contraprova ou estudos adicionais. Nalguns casos, após a recolha de uma amostra direta do suposto elemento tóxico, é possível obter o resultado de que se trata de um tóxico ou não em cerca de uma hora, o que permite uma rápida reação em termos de investigação.

Relativamente aos casos de envenenamento, para além das muitas amostras analisadas anualmente, a equipa do CAD atua como assistente nos processos judiciais. Como consequência deste trabalho, são executadas sentenças condenatórias contra os delinquentes que, (de forma inconsciente ou nem por isso…), colocam em perigo a fauna selvagem e a saúde pública.

Saiba mais sobre o CAD aqui

Visita ao CAD – Centro de Análisis y Diagnóstico de la Fauna Silvestre.