NOTÍCIAS  /  NOTÍCIAS  /  Sessão de esclarecimento com agricultores
NOTÍCIAS
Sessão de esclarecimento com agricultores
2016-12-22

Na sequência do recente caso de mortalidade da fauna selvagem detetado na Zona de Proteção Especial (ZPE) de Castro Verde, a LPN e a AACB - Associação de Agricultores do Campo Branco promoveram, no dia 21 de dezembro, uma sessão de esclarecimento aos agricultores e produtores da região, com o propósito de discutir o impacte dos animais silvestres na atividade pecuária e informar e sensibilizar para a enorme ameaça que representa a utilização de venenos na Natureza.

Esta sessão de esclarecimento foi uma oportunidade para identificar problemas e procurar soluções. Os produtores demonstraram preocupação relativamente aos ataques ao gado por raposas, saca-rabos e por algumas aves como os corvídeos e os abutres, relatando vários casos nas suas propriedades. Na reunião foram abordados, entre outros assuntos, os meios legais de controlo de densidades de predadores e a situação dos campos de alimentação para aves necrófagas.

Uma das principais conclusões do encontro foi a necessidade de documentar esses casos formalmente e caracterizar bem o problema para que possam ser pedidas soluções às entidades responsáveis. A AACB disponibilizou-se para compilar todos os registos de ataques que lhe sejam comunicados, solicitando aos produtores que reúnam a informação e a comuniquem à associação pessoalmente ou por telefone. Novas sessões serão realizadas nos restantes concelhos abrangidos pela AACB, de modo a envolver o maior número possível de produtores nestas ações de sensibilização e neste levantamento.

O controlo de predadores através do uso de venenos é um método ilegal e não seletivo, afetando tanto animais selvagens como domésticos, sendo também um problema de saúde pública, tendo-se já verificado em Espanha casos fatais com pessoas que entraram em contacto com substância tóxicas.

No final de novembro, foram encontrados quinze animais com fortes indícios de envenenamento, entre os quais uma águia-imperial-ibérica, uma raposa e treze milhafres-reais. Destes, apenas sobreviveu um milhafre-real que foi recuperado no RIAS/Associação ALDEIA, em Olhão, e devolvido à natureza no dia 7 de dezembro com a presença dos alunos do Centro Escolar nº 2 de Castro Verde, representantes de várias entidades locais e de alguns populares.

A LPN, e nomeadamente através do Projeto LIFE Imperial, tem feito um esforço ao nível da prevenção destas situações, promovendo o diálogo entre os principais atores envolvidos, em sessões de esclarecimento e de sensibilização, para travar esta grave ameaça que é o uso ilegal de venenos na Natureza.

Sessão de Esclarecimento com Agricultores